Novembro no Cinema

Faz tempo que não apareço aqui pra falar de filmes, né? Bom, como todo mundo sabe, o meu vício em filmes dá uma intensificada no final do ano porque os grandes lançamentos pré-oscar começam a pipocar nos cinemas do mundo todo quase toda semana. No último mês, fui ao cinema algumas vezes e achei justo dividir aqui com vocês 5 dos meus preferidos. Já é quinta-feira, fica a dica pra quem estiver sem programação pro final de semana 🙂

O Mestre dos Gênios (Genius)

genius2

O filme é um biografia de Max Perkins, um dos editores mais renomados da sua época… Descobriu nomes de peso na literatura como Ernest Hemingway e F. Scott Fitzgerald. O filme gira em torno da relação de Perkins e Thomas Wolfe, outro gigante  literário descoberto por ele depois de todas as editoras de NYC o terem recusado.

A trama se desenrola entre as questões pessoais, profissionais e emocionais de Wolfe e Perkins e retrata a realidade que existe por tráss da publicação de um livro. O autor é um gênio das palavras que respeita sua obra mais do que a própria família, no entando é papel do editor podar a criatividade e a obra original, transformando muitas vezes uma obra-prima em mais um livro medíocre. A relação entre os dois acaba ultrapassando a profissional e, de alguma forma, o temperamento explosivo e impulsivo de Wolfe não impede que o conservador Perkins acabe virando um amigo do autor. Há quem tenha achado o ritmo do filme lento (concluí isso pelos roncos que ouvi durante todo o filme no cinema), mas eu achei incrível!

  • Diretor: Michael Grandage
  • Distribuido por: Diamond
  • Com: Jude Law, Colin Firth e Nicole Kidman

Doutor Estranho (Doctor Strange)

doctorstrange

Não sou uma fissurada em filmes de super-heróis e nem leio HQ, mas sempre tô no cinema assistindo os lançamentos da Marvel e da DC. Doutor Estranho foi uma grata surpresa, talvez um dos melhores do gênero que vi ultimamente… O Doutor Stephen Strange é um neurocirurgião muito otário bem-sucedido que vive pra sua profissão, mas tem a vida completamente desorganizada depois que sofre um acidente de carro (homens sofreram quando viram o estado que a Lamborghini ficou).

Os movimentos das mãos do Dr. Strange ficaram comprometidos e, com isso, ficou impossibilitado de retornar à sua profissão. Sua última ficha foi apostada no Nepal, em um centro que o Doutor imaginava ser de reabilitação médica, mas lá é apresentado a um mundo místico que quer destruir a realidade como conhecemos. Em seu treinamento, Dr. Strange desenvolve poderes fortíssimos e descobre uma nova vocação… ele vai se curar e voltar pra sua vida de neurocirurgião ou vai assumir o novo papel de super-herói?

Achei o filme muito dinâmico, o roteiro amarradinho e muitas vezes me lembrou inception. Os efeitos especiais são absurdamente chocantes!!! Acho que deve levar o Oscar na categoria.

  • Diretor: Scott Derrickson
  • Distribuido por: Disney / Buena Vista
  • Com: Benedict Cumberbatch, Rachel McAdams e Chiwetel Ejiofor

A Garota no Trem (The Girl On The Train)

the-girl-on-the-train

AMEI!!! Suspense bom daqueles que eu não via há um bom tempo! É uma adaptação do livro com o mesmo nome, não li o livro, então essa é a opinião de quem viu apenas um filme, ok? ok.

Rachel é uma desempregada, divorciada e alcoolatra que vive seus dias dentro de um trem olhando a paisagem, as casa, as pessoas e bebendo enquanto foge da sua realidade deprimente. Em um dado momento, ela se apega à vida de um jovem casal desconhecido e de uma forma obsessiva, desperta interesse na vida social dos dois. Em uma das suas viagens, ela presencia uma cena que termina na morte de uma pessoa e ela acaba completamente envolvida no mistério. O filme faz você ligar os pontos pra tentar descobrir o assassino, mas a cada minuto que passa, a gente vai mudando de opinião e o final acaba sendo surpreendente. Achei muito muito bom mesmo!

  • Diretor: Tate Taylor
  • Distribuido por: Universal
  • Com: Emily Blunt, Rebecca Ferguson, Haley Bennett e Justin Theroux

Snowden (Snowden)

snowden

Esse dispensa muitas explicações. O filme é sobre Edward Snowden que vai de funcionário de confiança da Agência de Segurança dos EUA pra inimigo número 1 da terra do Tio Sam. Snowden foi de patriota inveterado a “traidor” do país após descobrir práticas internas de segurança do governo que violam a liberdade dos cidadãos como indivíduos teoricamente garantida por lei. Snowden revelou práticas de espionagem do governo diretamente a jornalistas que tiveram acesso a cópias de arquivos oficiais. É claro que é um filme americano falando sobre um caso americano dentro de instituições americanas, então a gente coloca aquele filtro “anti-americano-fazendo-americanice” e curte o filme! Gostei bastante também, a gente sai do cinema com aquele leve desgraçamento mental estilo Black Mirror, sabe? Mas vale a ida!

  • Diretor: Oliver Stone
  • Distribuido por: Disney
  • Com: Joseph Gordon-Levitt, Shailene Woodley e Nicolas Cage

Animais Fantásticos e Onde Habitam (Fantastic Beasts and Where to Find Them)

fantastic-beasts

Ahhhhhh!!!!! ❤ assisti a pré-estreia ontem e ainda tô apaixonada e louca pra ver em 2D. Assisti em 4D, apesar de uma experiência diferente, sempre prefiro o filme no formato tradicional. Bom, pra quem estava órfão de Harry Potter desde 2011, Animais Fantásticos é um abracinho no coração. O filme se passa numa época antes da geração da turma do Harry. Newt é um inglês magizoologista (expulso de Hogwarts) que vai até NYC com sua maleta mágica cheia de animais fantásticos capturados em diversos países do mundo.

Ele vai aos EUA com uma missão, mas acaba passando boa parte do tempo tentando recuperar as criaturinhas que fugiram da mala, causando um caos na cidade. A comunidade mágica dos EUA teme muito mais a exposição ao mundo dos muggles (no-majs, nos EUA) que os ingleses e aí é confusão atrás de confusão, já que ele chega por lá em meio a uma fase tensa entre os bruxos, já que uma criatura misteriosa tem causado terror e pânico pela cidade.

O filme é bem mais maduro que a saga Harry Potter, acredito que pelo fato de a JK (que também é roteirista do filme) entender que a maioria dos fãs de HP já são todos adultos hoje. A obra tem poucas referências à saga anterior, o que é bom pra atrair novos espectadores que não viveram o mundo mágico que começou há quase 15 anos (lançamento de HP e A Pedra Filosofal foi em  23 de novembro de 2001 aqui no Brasil). Um dos destaques é uma mulher negra como presidente da comunidade mágica americana, representatividade é muito amor!!! Tô muito na dúvida se devo ou não seguir falando sobre o filme porque o medo de dar spoiler sobre esssa lindeza tá grande! haha Eddie Redmayne tá demais como o Newt, apenas ASSISTAM!

  • Diretor: David Yates
  • Distribuido por: Warner Bros
  • Com: Eddie Redmayne, Dan Fogler, Colin Farrel, Johnny Depp e Ezra Miller

Tava com saudade de fazer post sobre filmes 🙂 até fevereiro devem rolar alguns outros por causa do Oscar! Se assistirem algum da lista aqui, me contem o que acharam.

Segue lá também: YouTubeInstagram | Facebook | Twitter

 

Hello, november

Os meses vão passando e a gente vai vivendo eles, dias passam, semanas voam, meses acabam e a gente vai vivendo. Não sei se é só comigo ou se todo mundo sente um baque quando o mês vira 11. Novembro é sempre o mês do susto, susto por mais um ano já estar acabando, por ver que muitas das resoluções do ano-novo se perderam enquanto atravessavam as estações. É mês em que a gente fica se perguntando o que fez da vida nos dez meses que ficaram pra trás e você prometeu que seriam diferentes. É mês que você quer resolver todas as pendências possíveis e correr atrás dos dias que você viu passar sem fazer nada. Novembro é uma confusão mental, é um desespero. É uma mistura de nostalgia pelo que passou e ansiedade pelo que está por vir, é um mês reflexivo.

Nos últimos dez meses eu fiz muita coisa, eu fui promovida no trabalho duas vezes, eu mudei de cidade (acabando com uma distância que me matava), saí da aba dos meus pais, eu mudei de casa, eu assumi mais e maiores responsabilidades, eu evoluí aos olhos dos que defendem que a gente tá aí nesse mundo pra trabalhar, ganhar dinheiro, prosperar.  Ainda estou no começo da escada, mas alguns degraus já ficaram pra trás. E aí vem a minha consciência: será que evoluí mesmo?

Nesse ano, por causa dessa chamada “evolução”, eu senti que alguns dos meus valores ficaram de lado e isso é meio triste. Perdi contato com pessoas queridas, que eu penso quase todo dia, mas que já não sei mais como me reaproximar. E quanto mais o tempo passa, pior e mais difícil fica. Talvez pela minha vida de tantas mudanças, eu acabei desaprendendo a manter laços, eles sempre se desfazem sem que eu consiga evitar.

Há quem ache que dezembro é mês disso tudo, mas pra mim é novembro… Em dezembro a renovação já começa, o peito incha de um monte de sentimentos bons, transborda de esperança. A mente parece que se ilumina com as luzes de natal e os papais-noéis pelas ruas parecem nos ajudar a acreditar de novo em coisas que o tempo nos fez deixar de acreditar. As pessoas ficam mais bonitas, parece que sorriem mais, não sei se é ilusão minha por tanto amar os fins dos anos ou se isso realmente procede. O que sei é que dezembro é um mês mágico pra mim.

Em meio à minha reflexão toda de novembro e meus arrependimentos, fica a vontade de uma vida mais leve em 2013. Que eu aprenda a respirar fundo, que eu tenha sabedoria pra aceitar que algumas coisas eu não possa mudar. Que minha sede de dominar o mundo vá embora, que eu esqueça o que é ansiedade e que, com isso, enxaqueca e gastrite eu só ouça falar aos domingos com o Dráuzio Varella.

Pro novo ano, eu quero descobrir um caminho de volta para as minhas amigas, quero mais tempo pra minha família e uma cabeça menos cheia nas minhas horas livres. Quero mais horas livres. Quero ficar acordada até mais tarde com meu namorado, ser uma companhia mais agradável, não absorver os problemas de todo mundo, quero tomar café da manhã sentada e não mais no elevador. Acho que é isso, no ano em que eu completo 25 anos e chego onde eu sempre quis estar profissionalmente, antes de dinheiro e sucesso profissional, eu quero paz interna e quero aprender a viver a vida sem cobranças exageradas, sem problemas de sono e de estômago, quero mais música, mais livro, mais filme, mais amor, mais crises de riso, eu quero mais viver por mim e por quem me quer bem.

E você? O que vai fazer de diferente?