Indicados Oscar 2017

Muita gente pediu pra eu disponibilizar a lista completa de indicados ao Oscar 2017, então vai aqui 🙂 quem vai fazer o intensivo pra ver tudo? Temos até dia 26/02, hein?

Melhor filme

  • La La Land – Cantando Estações
  • Manchester à Beira Mar
  • Até o Último Homem
  • Moonlight
  • A Chegada
  • Lion: Uma Jornada Para Casa
  • Cercas
  • Estrelas Além do Tempo
  • A Qualquer Custo

Melhor diretor

  • Damien Chazelle (La La Land)
  • Kenneth Lonergan (Manchester)
  • Barry Jenkins (Moonlight)
  • Dennis Villeneuve (A Chegada)
  • Mel Gibson (Até o Último Homem)

Melhor atriz

  • Emma Stone (La La Land)
  • Natalie Portman (Jackie)
  • Isabelle Huppert (Elle)
  • Meryl Streep (Florence)
  • Ruth Negga (Loving)

Melhor ator

  • Casey Affleck (Manchester)
  • Ryan Gosling (La La Land)
  • Andrew Garfield (Até o Último Homem)
  • Viggo Mortensen (Capitão Fantástico)
  • Denzel Washington (Cercas)

Melhor atriz coadjuvante

  • Octavia Spencer (Estrelas Além do Tempo)
  • Michelle Williams (Manchester)
  • Naomie Harris (Moonlight)
  • Nicole Kidman (Lion)
  • Viola Davis (Cercas)

Melhor ator coadjuvante

  • Lucas Hedges (Manchester à Beira do Mar)
  • Michael Shannon (Animais Noturnos)
  • Dev Pastel (Lion)
  • Mahershala Ali (Moonlight)
  • Jeff Bridges (A Qualquer Custo)

Melhor roteiro original

  • Manchester à Beira do Mar
  • La La Land
  • The Lobster
  • 20th Century Women
  • A Qualquer Custo

Melhor roteiro adaptado

  • A Chegada
  • Cercas
  • Figuras Ocultas
  • Lion
  • Moonlight

Melhor animação

  • Zootopia: Essa Cidade é o Bicho
  • Moana — Um Mar de Aventuras
  • A Tartaruga Vermelha
  • Kubo e as Cordas Mágicas
  • My Life as a Zucchini

Melhor documentário

  • 13th (Ava Du Vernay)
  • I’m not Your Negro (Raoul Peck)
  • Life Animated
  • Fire at Sea (Gianfranco Rosi)
  • O.J. Made in America (Ezra Edelman)

Melhor curta em documentário

  • Extremis
  • 4.1 Miles
  • Joe’s Violin
  • Watani: My Homeland
  • Os Capacetes Brancos

Melhor filme estrangeiro

  • A Man Called Ove (Suécia)
  • Tana (Austrália)
  • It’s the End of the World (Canadá)
  • Land of Mine (Dinamarca)
  • The Kings Choice (Noruega)

Melhor fotografia

  • A Chegada
  • Silence
  • La La Land
  • Lion
  • Moonlight

Melhores efeitos visuais

  • Doutor Estranho
  • Kubo e as Cordas Mágicas
  • Rogue One: Uma História Star Wars
  • Mogli
  • Até o Último Homem

Melhor trilha original

  • Jackie
  • La La Land
  • Lion
  • Moonlight
  • Passageiros

Melhor maquiagem e cabelos

  • A Man Called Ove
  • Star Trek: Sem Fronteiras
  • Esquadrão Suicida

Melhor canção original

  • Audition (La La Land)
  • Can’t Stop the Feeling (Trolls)
  • City of Stars (La La Land)
  • Empty Chair (Jim: The James Foley Story)
  • How Far I’ll Go (Moana)

Melhor design de figurino

  • Animais Fantásticos
  • Florence: Quem é essa mulher?
  • Jackie
  • La La Land
  • Aliados

    Amor é escolha.

    “Paixão é por acaso, amar é de propósito.” – Fabrício Carpinejar

    É isso, paixão vem com pé na porta, vem quando a gente não espera. Não avisa mesmo, acontece no meio de uma balada ou na fila do mercado, paixão é sempre urgente, não espera, não liga se você quer ou não, ela simplesmente se instala em você. O amor não… Ah, o amor! O amor a gente escolhe mesmo, a gente escolhe amar quando ouve com atenção as histórias do outro. A gente escolhe amar quando passa pela comida que o outro gosta no mercado e resolve levar. A gente escolhe amar quando troca uma balada pra fazer companhia pro outro que pegou um resfriado, a gente escolhe amar quando escolhe cuidar. A gente escolhe amar quando manda uma mensagem de bom dia e uma de boa noite, quando o sexo é tão bom quanto ficar aninhado no peito do outro. A gente decide amar quando quer dividir as músicas preferidas, quando quer rever os filmes preferidos ao lado do outro, quando quer ver os filmes que a pessoa mais gosta. A gente decide amar quando leva pra conhecer os amigos, quando escancara as portas da casa e da vida pro outro entrar e bagunçar como quiser.  A gente escolhe amar quando não quer mais ter razão por pura vaidade porque ser feliz e fazer feliz é mais importante.

    A gente escolhe amar quando não quer dormir sozinho, quando troca a cama espaçosa pelo pé no pé, quando prefere dividir o lençol e acordar olhando pro outro. A gente decide amar quando vai conhecer o pai, a mãe, a irmã, os tios… quando a família do outro passa a fazer parte dos seus dias. A gente decide amar quando abandona os flertes, quando o interesse de uma pessoa vale mais que as investidas de outras 20. A gente escolhe amar quando descobre defeitos e ainda assim não sai do lado, quando programa a mente pra valorizar o que o outro tem de bom. Escolhe amar quem não liga de pegar o trânsito do fim da tarde só pra uma janta improvisada em casa. Escolhe amar quem não dorme sem resolver o problema, escolhe amar quem se alegra com o sorriso do outro, quem comemora o sucesso do outro. Escolhe amar quem deixa pra trás algumas certezas e se abre pro novo.

    tumblr_m53z4tficw1qfnh94o1_500

    Amar é uma sucessão de decisões, ao contrário da paixão que decide pela gente. Amor a gente constrói aos poucos, todos os dias. Amor é quando duas pessoas escolhem andar lado a lado não por precisarem uma da outra, mas simplesmente porque preferem a vida compartilhada. Amor é cumplicidade, quem ama tem riso frouxo, não se sente só, se diverte até no mercado. Quem ama, escolheu amar e escolheu todos os dias. Amar é decidir diariamente. Paixão vai embora da mesma forma que veio, sem avisar, sem nosso controle… o amor vai embora quando a gente escolhe que ele vá, quando a gente vai abrindo mão aos pouquinhos. E ah! Amor é via de mão dupla. É de propósito, mas só acontece quando a gente dá a sorte de encontrar alguém fazendo as mesmas escolhas que a gente.

    Segue lá também: YouTubeInstagram | Facebook | Twitter