Carinho existe é pra dar mesmo

Essa semana um amigo me agradeceu por coisas inusitadas. Ele me agradeceu por dar atenção, por responder as mensagens dele e por ouvir. Ele agradeceu, ele estava surpreso e eu senti que, na verdade, ele nem sabia mais receber carinho… Ele não estava um  em momento bom, nessas horas parece que os amigos vão pra Marte e ficam incomunicáveis até a próxima festa que você aparecer fingindo estar feliz, né?

Amigo não é aquele que vai em todas as baladas com você, não é o da mesa do bar, amigo não é aquele que você manda memes no whatsapp. Amigo é aquele que te dá importância, que passa a noite em claro segurando a sua barra. Amigo é aquele que desmarca os planos pra ouvir o outro se lamentar… Amigo não julga, amigo conhece os erros e os problemas e tenta ajudar o outro a encontrar a melhor forma de lidar com eles. Amigo troca um sábado com um “flerte” por um sábado na sua casa conversando sobre coisas aleatórias da vida.

Amigo fala do que machuca, do que aflige, não tem medo de estar incomodando porque sabe que sua dor tem espaço no peito do outro e isso não é incômodo algum. Amigo não te sugere uma balada pra curar as dores, amigo não diz que você precisa se drogar pra esquecer das merdas da vida. Amigo aceita que seu estado hoje é esse, deplorável, desarmado, entregue e triste. Amigo fica do seu lado até que isso passe, amigo coloca música pra cantar com você na tentativa de espantar os males por alguns minutos.

Amigo entende que você não precisa estar sempre feliz, que você hoje queria ir pro rolê, mas não tem cabeça. Amigo troca a balada com cachaça por meia com Netflix, sem se preocupar com os esquemas marcados durante a semana. Amigo elogia, diz que tá bonito, que o trabalho tá foda, amigo encoraja, abraça, não espera nada…

160113-news-friends

Quando esse amigo me agradeceu por ouvir,  por estar presente e por eu me preocupar, eu entendi mais uma vez que o mundo está mesmo um lugar triste de viver. Ninguém mais quer saber se você está bem, ninguém mais se importa com ninguém. Quando é que a gente parou de olhar com amor pro mundo do outro? Quando a gente perdeu a capacidade de abdicar por uns minutos dos nossos planos da noite pra ouvir uma pessoa que só precisa ser ouvida?

Cada vez mais as pessoas estão sofrendo por carência, por solidão, desilusão… As pessoas nunca tomaram tantos remédios, as pessoas estão se matando pra matar a dor do peito. O poder de uma conversa, de um carinho, de uma mensagem e de um ouvido é ENORME e custa zero dinheiros pra quem dá. Quando a gente dá um pouquinho da gente pro outro, a gente ajuda a preencher um vazio do outro lado… A gente não tem como esperar um mundo melhor se a gente não reaprender a olhar com AMOR pra vida das pessoas. A gente desaprendeu a amar genuinamente as pessoas sem esperar nada delas, sem interesse. Parece que hoje as amizades existem pra serem exibidas na internet ou existem para serem a porta de entrada para uma opção de sexo, as amizades existem por status, fama, poder, desejos carnais. As pessoas não sabem mais amar as outras, não sabem mais dar carinho… Há um medo porque hoje tudo é julgado, tudo parece ter que ter um sentido por trás do que aparenta ser.

Amar não precisa ter motivo, dar carinho não significa carência, ouvir o outro não significa um interesse escondido, importar-se com alguém apenas é um jeito de dizer pro outro que ele é importante, que ele não está sozinho, que a vida pode ser menos pesada e que existe alguém que vai sentir muito, caso algo de ruim lhe aconteça. Vamos parar de ter medo de demonstrar e dar carinho, isso preenche o nosso peito, o peito do outro e ainda pode salvar vidas e evitar noites de choro.

Cada pessoa importa.

Segue lá também: YouTubeInstagram | Facebook | Twitter

7 comentários sobre “Carinho existe é pra dar mesmo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s