Blue Valentine

Um filme com Ryan Gosling e Michelle Williams jamais poderia ser ruim. Blue Valentine (no Brasil veio como “Namorados para sempre”) é uma produção de  2010 do diretor Derek Cianfrance. E é parte dos meus filmes preferidos sobre o amor… Eles estão longe de ser contos de fadas, são filmes sobre a vida real, sobre o amor real, sobre sentimentos reais. Eu prefiro falar sobre eles, as comédias românticas americanas e os contos de fadas já têm muitos entusiastas e não precisam de mais marketing.

BV01

O filme transita entre o hoje desgastado relacionamento de Cindy e Dean e o ontem mágico. O casal já tem uma filha e está em uma fase complicada, o desgaste da rotina, a frustração da diferença das visões de mundo. O que era mágico, não é mais. O que era o maior charme do outro, passa a ser o maior alvo de irritação. Ele pintor e ela enfermeira, tentam passar pela crise no relacionamento com pouca tolerância, pouca paciência e muito sofrimento que às vezes se confunde com indiferença. Com uma trilha sonora maravilhosa, atuações impecáveis, ângulos  inusitados e um roteiro envolvente, é inevitável não lembrar de uma experiência pessoal ou de alguém que conhece. Onde vai parar a mágica dos inícios?

BV 03

Causa incômodo em quem vê porque ter a verdade esfregada na cara pode ser bem provocador, por isso filmes desse tipo muitas vezes são repudiados pelo público geral. É o “felizes para sempre” que as pessoas querem ver, ainda que saibam que isso é uma ilusão e que relacionamentos perfeitos não existem, mas há uma tendência em usar o cinema para se encher de uma esperança ingênua que se transforma em frustração depois. Pra onde vai o amor quando o desgaste dá as caras? O fim de uma crise pode ser em uma separação, mas pode também ser em um reajuste e uma volta aos trilhos rumo a um relacionamento duradouro e sólido, mas qual foi o fim de Dean e Cindy? Assistam 🙂

blue-valentineee

BV 05

Gosto de Blue Valentine pela naturalidade e veracidade das cenas e momentos. As cenas do início são simples e encantadoras, os momentos de crise são intensos e angustiantes.  Dá uma dorzinha ver duas pessoas que ainda se amam tentando aceitar que não funcionam mais juntos e despertando pra tantos “defeitos” que sempre estiveram lá, mas que nunca incomodaram tanto simplesmente porque o encantamento era muito maior. É difícil sair ileso desse filme porque é muita veracidade, é muita realidade. Dos mais apaixonados aos mais desiludidos: todos vão ficar mexidos com Blue Valentine.

Uma das minhas cenas preferidas <3

Uma das minhas cenas preferidas ❤

 

Segue lá também: Instagram | Facebook | Twitter

9 comentários sobre “Blue Valentine

  1. isabellamarques disse:

    Amo a Michelle Williams desde a época de Dawson’s Creek e gosto da forma natural com que ela trata todos os personagens. Ryan também tem essa mesma característica. Já comecei a assistir a esse filme e agora vou terminar, com certeza. Obrigada!

  2. Mariana disse:

    Amo esse filme. Parabéns por conseguir falar dele tão bem, Hari.
    Destaque pra trilha sonora maravilhosa do Grizzly Bear, que é uma banda incrível.

  3. isabellamarques disse:

    Tá bom. Acabei de assistir e tô chorando. Entrou na minha lista de filmes preferidos sobre o amor, com toda certeza!! Mais uma vez, obrigada pela indicação.

  4. mariana (@mariiianav) disse:

    Amei esse filme, acabei de assistir. É de cortar o coração, mas são tantas verdades haha. Como vc disse, as cenas são tão naturais e atuação é incrível! Realmente impossível sair ileso. Adorei a indicação! Continue indicando mais filmes hehe

  5. gabrielagaldinog disse:

    Foi o filme que mais chorei na vida, sério! Estava em um final de relacionamento também ( e ainda não sabia) e foi muito bem esfregado na minha cara. Eu não gosto dela desde Dawson’s e chorei mais ainda. Sempre que pergunto se alguém viu a resposta é negativa e fico frustrada, acho que me senti assim também pela ideia errada que o nome do filme em português) dá. Enfim, lendo o post deu um nó na garganta novamente…

  6. Bárbara disse:

    Filme lindo! Você já viu “Alabama Monroe”? Se não, tenho quase certeza que vai gostar. O filme é belga e em flemish, o que já dá toda uma vibe exótica. A fotografia foi uma das mais lindas que já vi e também retrata o amor desse jeitão cru. Ah! E a trilha sonora é demais! Vale a pena 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s