banner-livro-extraordinario-menino-capa

Terminei semana passada de ler o livro Extraordinário (Wonder em inglês). O nome é perfeito pra ele, fiquei encantada. A leitura pode parecer boba, quase infantil, mas é daqueles livros que te tornam um pessoa melhor depois que acaba.

August Pullman seria um garoto normal de dez anos, não fosse uma disfunção genética que o fez nascer com o rosto completamente deformado, sem orelhas, com olhos no meio do rosto, maxilar mal construído que faz Auggie babar e comer de forma nada simpática. Ele nunca foi à escola, mas às vésperas de iniciar o quinto ano, os pais dele resolvem que é hora de dispensar as aulas em casa e tentar uma escola normal.

livro
O livro é divido em 8 partes, cada parte narrada por um personagem diferente da história, o que nos dá diversos pontos de vista sobre o mesmo fato. A gente é capaz de entender os motivos de cada personagem para determinadas ações e isso torna tudo muito envolvente. A primeira parte é do August, assim como a última. O livro se passa ao longo de um ano escolar, fala de questões como bullying, ensina sobre respeito, sobre o perigo do julgamento e a importância da gentileza no mundo.

O livro é encantador, não há outra palavra. Fala como tudo pode dar certo, como sempre há alguém olhando por cada um, nos faz refletir sobre a relação entre o bem e o mal… Enquanto a gente acompanha amigos, irmã, pais, vizinhos e colegas do Auggie, a gente entra numa reflexão sobre a nossa própria vida e sobre as vezes que estivemos diante de situações parecidas.

Jamais julgue um menino pela cara ou um livro pela capa.

Playlist nova

Faz séculos que não faço playlist, né? Faz tanto tempo que até me perdi na hora de fazer, escolhi 10 músicas de forma totalmente aleatória pra vocês usarem de trilha sonora essa semana! Me digam o que acharam, por favor. Espero que gostem 🙂

Beijo pra vocês!

Já curtiram?