Obrigada, pai.

pai1

Ninguém é absolutamente nada sozinho, todo mundo precisa de um incentivo. E eu, pessoa de sorte que sou, tenho um incentivador particular há 25 anos: meu pai. Quando pensei em fazer natação, ele veio com o maiô e o óculos. Quando quis fazer tênis, ele me colocou no carro com uma raquete e me levou pro clube. Eu quis cursar Publicidade, ele me deu um curso de design gráfico, de web, photoshop e Corel. Resolvi encarar uma faculdade a distância e ele abriu mão das suas manhãs de sábado pra me levar ao campus a 100km de casa, me esperou por horas dentro do carro e me recebeu de volta com um abraço. Eu desisti dessa faculdade, da de Publicidade também e ele? Me incentivou. Ele me recomendou, então, a logística e o comércio exterior, eu acatei, ele me deu cursos, me emprestou o carro, me acompanhou. Eu travei na apresentação do trabalho, ele me levou pra outra cidade em um curso de oratória. Por muitos anos acordei com recortes de jornal na cabeceira da minha cama, ele sempre selecionou e recortou com todo cuidado qualquer coisa que pudesse me interessar. Ele me matriculou no inglês quando eu tinha 7 anos e só eu sei o quanto isso mudou a minha vida, aos 13 eu quis fazer francês e ele me apoiou mais uma vez. Além de me incentivar, tenho uma pessoa que acredita em mim e isso não tem preço. Aos 17 ele acreditou em mim e me mandou pro exterior pela primeira vez. Sozinha e em apuros, ele nunca se preocupou, sabia que eu iria me sair bem – e eu me saí. Ele me deixou no aeroporto, colocou os óculos escuros e eu sabia que era pra esconder as lágrimas, foi ele quem me buscou meses depois ansioso pelas minhas histórias. Ao fim dos namoros que tive na vida, ainda que sem jeito, ele sempre me dizia que estava tudo bem, que isso acontece, que eu sou muito mais que qualquer relacionamento e que seria melhor daquele jeito – e sempre foi. Ele que me levou no meu primeiro show, com muito pesar porque sempre me protegeu e os pais sabem o que a noite esconde. Aos 13 anos, depois de muita insistência, ele me deixou ir em uma matinê com minhas amigas mais velhas, acontece que eu não entrei, a censura era 14 anos e eu fui pra casa chorando, quando eu achei que ele estava feliz porque eu estava em casa, ele me pegou pela mão e me levou de volta, entrou comigo na matinê e foi embora 5 minutos depois – ele só queria me ver feliz. O dia mais feliz da minha vida e o mais emocionante foi ao lado dele – e somente dele. Durante horas, ele (que é atleta) correu ao meu lado e no meu ritmo por 42km. Na minha cidade preferida, Paris, a gente correu e ele me empurrando com palavras durante todo o percurso. Pensei em desistir inúmeras vezes, mas eu não suportaria desistir com ele ali do meu lado, ele menosprezou os quilômetros, disse que eu era capaz, me fez massagens em vários pontos da corrida, me deu água, me deu dicas dos seus tantos anos de atletismo e cruzou comigo a linha de chegada. Naquele dia minha vida mudou, eu ouvi a pessoa que eu mais admiro no mundo dizer “minha filha não é almofadinha, é forte que nem o pai, consegue tudo” e o ouvi dizer que estava orgulhoso de mim, a gente voltou pro hotel chorando muito e com a sensação mais mágica do mundo, obrigada por esse momento, pai! Quando me formei, ele que me levou à faculdade para a colação de grau e quando eu pisei fora da reitoria, ele estava encostado fora do carro me esperando e gritei “PAI!”, foi pra ele e foi por ele que eu levantei meu canudo. Ele sempre me respeitou e viu além, não importasse o que tinha na carcaça ou por qual fase pessoal eu estava passando,  ele sempre acreditou em mim e isso foi determinante pra minha vida. Eu jamais teria ido pra lugar algum se não fosse a confiança dele, se não fosse o apoio e o incentivo dele. Meu pai é meu maior exemplo, já contei a história de vida dele pra dezenas de pessoas e não tem uma vez que meus olhos não terminam marejados. Ele, por muitas vezes, abriu mão do que queria pra satisfazer minhas vontades. Nunca mediu esforços pra me fazer sorrir e eu quero que ele saiba que eu sei disso. Pai, eu sei que você vai ler isso aqui em algum momento porque a mãe vai te mostrar, quero que saiba que todos os empurrões que me deu mudaram a minha vida e me tornaram forte. Nem sei se sou tão capaz quanto acho que sou, mas eu só acho que sou porque sei que tenho tua confiança. Obrigada por sempre ter me apoiado, por ter me acompanhado, por sempre ter me protegido, sempre ter entendido e respeitado minhas decisões e por ter me mostrado o caminho sempre que me perdi. Obrigada por sempre ter me dito as coisas certas, no meu primeiro impasse profissional foi pro teu celular que eu liguei confusa e desesperada, depois de minutos de ligação desliguei decidida e tranquila. Meu pai, amigos, sempre sabe o que dizer, ele sempre sabe o que fazer. Os outros pais que me desculpem, mas o meu é o mais incrível que já vi. Meu pai é meu herói e meu termômetro, se ele está mal, meu mundo desaba, se ele está bem, meu dia fica mais bonito! O que me tornei é a soma do que meu pai  e minha mãe fizeram por mim. Minha mãe me incentivou a ser eu mesma e meu pai me ensinou a ser a melhor versão de mim mesma, eu tenho sorte – muita sorte.

21 comentários sobre “Obrigada, pai.

  1. Caroline Falcão disse:

    Que sorte, a nossa!
    A palavra pai resume todo o amor q tenho em mim.
    Sou de Recife e vim pro Rio morar com meu namorado, falo com eles varias vezes ao dia, mas fico triste em pensar q não estou acompanhando de perto sua velhice.
    Felizes são as pessoas q têm motivos pra comemorar amanhã. Eu tenho.

  2. Roberta Luglio disse:

    Que lindo esse texto, Nani! Até me emocionei e me identifiquei muito com seu pai, pois o meu fez e sempre faz de tudo por mim.
    Feliz dia dos pais para ele!

  3. Carla Mereles disse:

    Impossível não chorar, já que me identifiquei tanto com a sua história junto de seu pai. O meu também é meu maior exemplo e meu termômetro, e por tantas vezes abriu mão de fazer algo por ele para fazer algo por mim, e assim foi desde que perdi minha mãe. Lindo texto.. E que continues escrevendo sempre!

  4. Jess Peres disse:

    Que incrível, vi minha historia com meu pai nestas tuas palavras, impossível não se emocionar, obrigada por transmitir sentimentos tão lindos em palavras, texto/coração maravilhoso.

  5. camila disse:

    Parabéns por serem pessoas tão de bem, que espalham pela internet palavras de tanto amor que muitas vezes alegram e dão força pra quem vocês nem conhecem. Família linda, que Deus abençoe vocês sempre! beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s