O filme da minha vida.

Ano de lançamento: 2003, assistido por mim em 2004. A identificação foi imediata e, desde então, assisti incontáveis vezes e nunca mais um filme me tocou tanto quanto Lost In Translation (pt: Encontros e Desencontros). Um filme de Sofia Coppola, ela que é alvo de grande admiração minha e que toca no íntimo das pessoas. Esse filme rendeu a ela o oscar de melhor roteiro e três globos de ouro.

Eu hoje, ainda bem, não sofro mais com insônia, mas já tive muita e já sofri muito com isso, Charlotte (Scarlett Johansson) também sofria. E essa foi apenas a primeira das identificações.

Encontros.e.Desencontros.DVDRIP.Xvid.Dublado

Ela está completamente perdida, se formou na faculdade e não sabe o que fazer, não trabalha e tudo o que resta é acompanhar o marido fotógrafo em um trabalho no Japão. Marido esse que não parece ligar muito pra ela e constantemente a deixa falando sozinha. Ela já passou pela fase da fotografia, mas só tirava foto de cavalos e dos seu próprios pés. Os fones de ouvido viraram seus melhores amigos, Charlotte não gosta da maioria das pessoas e está sempre as julgando e se sentindo fora de contexto… Ela é sozinha e não tem a menor ideia do que fazer com a vida dela e enquanto passa a maior parte do tempo sozinha, ela busca algum sentido pra existência… E assim ela virou foto do meu perfil do Orkut durante muuuito tempo.

tumblr_mhjnua7HwK1r340a1o1_500

tumblr_mb2tpxgTgT1re4uqoo1_1280

tumblr_mht7zekCNp1rubvh4o1_500

tumblr_mhi8xjjYc11qla3swo1_500 tumblr_mhm4prSSJZ1qfnqr0o1_500

tumblr_mimkq2sM3Q1qitbcxo1_500 tumblr_miilzigJn31rwgfnto1_500

tumblr_mie8ekeH7l1r60h6bo1_500

Bob, interpretado pelo impecável Bill Murray, é um ator americano na meia-idade, em decadência, entediado, com olhar totalmente perdido e inexpressivo… Tudo o que resta pra ele é fazer comerciais. Está no Japão para gravar um de whisky, muitas vezes liga para sua esposa e é recebido com rispidez do outro lado da linha, o casamento já está fracassado. Está desesperançado, sozinho e quase deprimido. Hospedado no mesmo hotel que Charlotte e com angústias sobre a vida assim como ela, eles se encontram e nasce uma amizade linda!

Já ouvi muitas pessoas dizendo que acharam o filme chato e monótono, mas acho que é preciso assistir no momento certo. Sou suspeita pra falar, porque sou fã da Sofia Coppola e acho que esse filme, que foi o segundo da carreira dela, foi o ápice da sensibilidade dela. É um filme sensível, melancólico e sarcástico ao mesmo tempo. A fotografia é demais, as cores são lavadas e passam uma sensação ainda maior de melancolia… Os diálogos entre Bob e Charlotte são o principal do filme…

tumblr_mj0oy88gIe1s65swyo1_500billmurray_lostintranslation denk_lecter_murray-fc3e02c01d954b64aa7ee03a93df0692807a7984-s6-c10

tumblr_miy1bqL8hb1rp20fbo1_500Bill-Murray-stars-as-Bob-Harris-in-Lost-in-Translation-19

O filme fala do encontro das pessoas consigo mesmas, sobre como a gente espera que as pessoas entendam a gente sem que a gente mesmo consiga se entender antes. Fala sobre vaidade, sobre ocidental x oriental, fala sobre solidão e também sobre cumplicidade. Retrata a busca incessante pela realização pessoal. Ao longo do filme, os dois personagens se aproximam e a cumplicidade chega em seu ponto máximo, ela consegue finalmente ser ouvida por alguém que já está na estrada há muito mais tempo. Uma relação pura que confunde até a eles mesmos, tudo que sabem é que querem ficar perto um do outro. No encontro das duas solidões, eles encontraram a saída.

tumblr_miz8jqo6jp1s4vgulo1_1280.png

tumblr_mivw4yChrQ1qbz8oro1_500 tumblr_mivxi8BgDc1rgxncdo1_500 lost-in-translation-pic Scarlett-Johansson-and-Bill-Murray-in-Lost-in-Translation-0

tumblr_miy1aeMUdj1rp20fbo1_500É um filme pra ser sentido e qualquer pessoa que se sente ou já se sentiu desajustada nesse mundo, vai se identificar imediatamente, vai querer abraçar a Charlotte e dizer “tamo junto!”. Pra mim, esse filme que completa dez anos esse ano, foi a maior aparição da Scarlett Johansson que é incontestavelmente linda, mas que conseguiu driblar o esteriótipo da mulher bonita  e sexy e vestir a pele uma jovem em conflito consigo mesma. O foco não é a beleza, em momento nenhum ela deixou ela falar mais alto e isso fez com que eu a respeitasse muito como atriz. Assistam e se emocionem! E aos que não gostarem, me desculpem… Mas esse é sim o filme preferido da minha vida há quase uma década.

tumblr_mie13rfE1B1qds0m7o1_500

tumblr_mie13rfE1B1qds0m7o2_500tumblr_mie13rfE1B1qds0m7o3_500tumblr_mik20n8AK61r8gnn2o1_500tumblr_mipwzcMFfA1s6hundo1_500

A trilha sonora é um espetáculo a parte… Cada música foi escolhida a dedo pra embalar as cenas do filme e o conjunto da obra ficou impecável! Aqui embaixo algumas só pra dar o gostinho…

Beijos e bom filme pra quem for assistir!

10 comentários sobre “O filme da minha vida.

  1. Georgia disse:

    amo esse filme. e concordo com o que você falou em tudo. e a principio o que me chamou a atenção foi que a beleza da scarlet não foi explorada e sim a sensibilidade dela como atriz. A fotografia é maravilhosa e a trilha sonora encaixa perfeitamente nos takes, e os diálogos na essência do filme. Já ouvi falar que é monótono também, mas acho que tem isso de momento mesmo pra ver, por mais que eu pense que pra mim independente de quando eu assistisse, eu iria adorar, o momento que eu assisti pela primeira vez, foi perfeito.

  2. Ina disse:

    Hariana, adoro seu blog, principalmente as playlists.
    Hoje me identifiquei com Charlotte. Na minha próxima visita à locadora, já sei o que escolher.
    Um beijo *:

  3. Mayara disse:

    é maravilhoso quando nos deparamos com o milagre da comunhão espiritual. quero dizer, você bem deve saber, muitas pessoas já viram esse filme, espalham a Deus e o mundo que o ele é incrível, é “cult” ou sei lá que outras denominações, mas não se sentiram verdadeiramente tocadas – que acredito ser a finalidade última de todas as artes.[ A arte, essa linguagem universal através do qual se comunicam as almas dos seres humanos]. Celebro esse tipo de encontro – quando me deparo, hoje, nessa manhã chuvosa aqui em Recife, com alguém que se conectou verdadeiramente com o filme, com esse teu texto cheio de entranhas das tuas angústias de existir – e coragem, portanto. Que alívio saber que não estamos sós. Em resumo: adorei, tomar que surjam outros posts do tipo. 🙂

  4. rainhadobaille disse:

    Eu tento não me apegar a blogs, mas eu realmente gosto do seu!
    E adorei esse post, porque super me identifiquei com a história do filme, mas eu nunca assisti! Como assim?!
    Só pelas fotografias já dá vontade de assistir. E quem nunca se sentiu perdido? Acho que vou me identificar. Obrigada pela dica. Beijão

  5. Frantietz disse:

    Segui sua indicação e faz minutos que acabei de ver o filme, fiquei apaixonada e estou emocionada até agora. Vim aqui para reler comentário e entender/sentir cada detalhe escrito. Incrível! Como uma produção tão “simples” pode ter essa transmissão tão verdadeira, estou encantada e triste por não ter visto antes, mas acredito que você tenha razão que depende do momento para assisti-lo. E com certeza assiti no momento certo! Adoro blog e suas dicas ;***

  6. mariaouclara disse:

    Nossa, obrigada por esse post. Acho que encontrei o filme certo pra assistir nesse momento meio “lost” da minha vida. Vou assisti-lo o mais rápido possível. Bjks, e parabéns pelo blog que está lindo e com ótimos conteúdos. 🙂

  7. marilise meinke disse:

    o filme da minha vida é holandês, de 1995, direção e roteiro de Marleen Gorris, “A EXCÊNTRICA FAMÍLIA DE ANTÔNIA”. Mesmo para quem tenha nascido depois, garanto que valem os 102 minutos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s