A vida perfeita dos outros.

tumblr_lkszttPf5S1qjaajfo1_500

Não caia no conto do mundo onde todas as pessoas estão felizes e vivendo vidas perfeitas… Esse mundo é ilusório, é utópico, é falso, é superficial, é somente virtual. Eu tenho certeza de que os consultórios psiquiátricos estão lotados, que a madrugada nunca teve tantos soluços simultâneos e que a depressão tem batido em muito mais portas que uns dez anos atrás. Não caia naquele verde vivo da grama do vizinho – é apenas um filtro do instagram. A grama não é quadrada, é retangular – a parte queimada pelo xixi do cachorro, o furo na terra, o formigueiro e aquele pedaço que não cresce grama nem com reza braba foram todos cortados.

A gente vive em um mundo tão exposto por pessoas tão vaidosas divulgando sempre o lado bom da vida que a gente acaba caindo no próprio conto. Aquela menina que postou uma foto no parque em um domingo de Sol que fez todos suspirarem de inveja no sofá de casa, sabe? Mal imagina você que ela foi ao parque só pra aproveitar aquele banquinho mais afastado embaixo de uma árvore pra chorar sem que ninguém a visse. E aquele casal amigo que não para de publicar sorrisos em pontos turísticos da Europa? Você não sabe, mas eles brigaram todos os dias. O cachorro fofo da sua vizinha que está sempre lindo nas fotos te matando de inveja porque não pode ter um, lembra? Já destruiu três sandálias, dois controles remotos e todos os pés do sofá da sala.

Não estou dizendo que está errado publicar só coisas boas e bonitas, até porque é o que também busco fazer… Eu posto fotos daquela noite gostosa, não daquela em que eu não consegui dormir de tristeza. Você vai ver somente minha foto no espelho do dia que eu acordei bem e não do dia que meu reflexo me assustava, que eu estava inchada e com uma espinha na testa. O grande problema é que os expectadores – ainda que também iludam seu “público” – caem na cilada da vida perfeita dos outros e essa ideia de que o outro está sempre feliz, bonito, sendo amado, frequentando bons lugares, cheio de amigos e de dinheiro está frustrando as pessoas.

itsok-web

Existe uma cobrança muito grande para que a vida seja perfeita, afinal, com tantas pessoas vivendo contos de fadas, como alguém daria crédito pra você e sua vida toda bagunçada? Se alguém que estiver me lendo acredita na vida perfeita de alguém, por favor, pare. E se você acredita na minha vida perfeita, também exclua essa ideia da cabeça. Eu já recebi alguns e-mails de meninas de, em média, 18 anos e com a cabeça toda bagunçada… Tão novas e tão perdidas, cheias de cobrança, precisando desesperadamente achar seu caminho pra começar a viver essa vida perfeita que tantas pessoas vivem. É normal se perder, é normal não se achar. A blogueira cheia de roupas maravilhosas também se deprime vez ou outra diante do armário sem ter o que vestir, aquela mulher linda na capa da revista do mês passado está hoje se sentindo gorda e não vai sair de casa. O casal que você inveja está, nesse exato momento, acordando em cômodos diferentes da casa, ontem brigaram o dia inteiro. Aquela menina que conseguiu o emprego que você queria pode estar hoje levando a maior bronca do chefe, mas no fim do dia vai publicar uma foto o crachá dizendo que ama o que faz.

Continuem enfeitando as redes sociais somente com o lado bom das suas vidas, mas não esqueçam que existe um lado escuro que ninguém vê em todas as pessoas. Ninguém vive uma vida cor-de-rosa, os contos da Disney ficaram quando sua idade tinha apenas um dígito e uma vida sem problemas seria uma vida sem objetivo. Não se sinta mal por estar tendo um dia ruim e nem se culpe por não saber o que fazer, não cobre de você mesma uma realidade que não é a sua. Viva de acordo com as suas vontades e possibilidades, não compare sua realidade com a vitrine da vida dos outros. Aceite os dias com o cabelo ruim e seja feliz, a gente veio ao mundo pra isso.

Its_okay_not_to_be_okay

24 comentários sobre “A vida perfeita dos outros.

  1. Rebeca Rezende disse:

    Nossa Hari, to até sem palavras. Tudo isso é muito verdade, já me peguei várias vezes com aquele pensamento “não agüento mais minha vida, porque ela não pode ser parecida com a da fulana?” E depois a gente para pra pensar e ver que a nossa vida é tão boa, que tem tanta gente que realmente não vive bem e ainda perdemos tempo reclamando.

  2. Mayara disse:

    Concordo com toda a lucidez que você disse, e complemento com o que respondi à minha amiga:

    não tenho nada contra as redes sociais em si, muito pelo contrário, acho excelentes ferramentas de interação e circulação. E a verdade é que, apesar de enrugar a face quando me deparo com a vida “espetaculosa” das redes sociais, eu me comovo muito com essas manifestações humanas. Sabe, essa necessidade de se fazer visto, de expor sua opinião, de compartilhar, de mostrar uma vida inventada. Vejo que são reflexos da solidão humana, de seu instinto gregário, e vejo que não tô só. A solidão é intrínseca à vida humana. Não podemos fugir dela, apesar de todos os nossos esforços tolinhos ao comunitário. Facebook, Instragram e afins. Não sinto asco, mas uma melancolia terna. Uma profunda compaixão pela humanidade – e aí me inclua, claro. E até acho que faz sentido e é muito natural a vida inventada das redes sociais. E talvez até saudável. Não é isso que o homem faz desde os primórdios para sobreviver a esse vale de lágrimas? Criar? Inventar? Não é esse um dos sentidos da arte? E se a memória é falha e, com ela, as conclusões sobre o presente se tornam frágeis, porque não reformar o passado e customizar o presente? Dar uma encerada, um colorido. É sobrevivência também. Acho sim que seja vital uma vida inventada – desde que se saiba ser ela inventada (e grife isso cinco vezes com marca-texto neon).

    Beijo, Hariana. 🙂

    ps: sim, eu curto teu insta! haha

  3. Aline disse:

    Gostei muito do post de hoje, me fez repensar em como estava caindo nessa tentadora rotina de invejar a grama do vizinho e achar os defeitos da minha. me fez feliz!!

  4. Maria disse:

    Oi Hariana,

    Tenho acompanhado o seu blog, e está de parabéns, muito legal, me identifico muito 🙂
    Não sei se posso, mas gostaria de sugerir um tópico…poderia falar do seus cuidados com a alimentação? Não sei você, mas tenho grande dificuldade de manter o meu peso, e talvez você possa ajudar a mim e as meninas que tem acompanhado seu blog 🙂

    Beijo, e parabéns!

  5. Biatriz disse:

    mais uma vez, a senhora leu meus pensamentos. hoje eu estava muito triste por aquela história que te contei no email, da entrevista e eu nao passei, e me senti a pior de todas. mas isso que você disse é a mais pura verdade, não vivemos apenas de momentos alegres e muito menos só de momentos tristes. falou tudo Hariana. Beijinhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s