Dica de Filme na Era do Amor Virtual

Oi, gente!

Bom, até dia 02 de fevereiro eu estou de férias e isso significa um monte de coisas boas proporcionadas pela sobra de tempo livre. Nessa semana assisti um filme que estava há um tempão na lista pra assistir e não decepcionou, entrou pra lista dos preferidos e, por isso, resolvi dividir com vocês essa obra dos hermanos que ganhou dois prêmios no Festival de Gramado de 2011.

medianeras

O filme argentino Medianeras tem como como cenário a bagunçada Buenos Aires e o roteiro gira em torno de Martin e Mariana, ele um nerd solitário desenvolvedor de sites e que raramente sai da frente do seu computador e ela uma arquiteta que trabalha como vitrinista e que ainda está se acostumando a ser solitária também depois do término de um relacionamento de quatro anos. Ele é fã de Star Wars, o livro da vida dela é Onde Está Wally?.

As medianeras que dão nome ao filme, são aqueles paredões que ficam nos fundos dos prédios que dão de frente para o fundo de outros prédios. Típico das construções antigas de cidades grandes.

Eu interpretei a obra como um filme de amor nada clichê, fala muito sobre a solidão que assola todo mundo nesse mundo cada vez mais individualista e moderno, fala sobre a dificuldade de relacionamento que aflige as pessoas que cada vez mais resolvem tudo pela tela de um computador. Fala sobre medos, sobre depressão, frustração, sobre tristezas e fobias, mas fala sobre esperança, sobre casualidade, sobre identificação… Duas pessoas com vidas distintas e solitárias, um dia deparam-se com a luz entrando por um buraco em suas medianeras que promete um encontro que quase acontece várias vezes ao longo da trama e que pode livrá-los da solidão.

393181_10150375106033840_54022008839_8315607_1070728295_n_large

Com uma trilha sonora agradável, uma fotografia surpreendente e um roteiro impecável com referências à Woody Allen, o filme termina deixando um sorriso no rosto e o conforto em saber que, mesmo que seja apenas um filme, você não está sozinho na sua estranheza. Buenos Aires (que por muitas vezes lembra São Paulo) tem sua bagunça refletida nas pessoas que lá moram e a escuridão das medianeras também paira sobre as pessoas. Uma metáfora entre a cidade grande e o interior obscuro dos solitários, acho que é disso que se trata o filme, encantador!

foto

Pra quem interessar possa, comprei o DVD na Livraria Cultura por R$ 39,90. Espero que vocês assistam e se encantem assim como eu 🙂

4 comentários sobre “Dica de Filme na Era do Amor Virtual

  1. Clara disse:

    Esse filme é realmente uma delícia. Tá na lista não só dos meus favoritos, mas nos da minha mãe também. Uma coisa que gostei muito que você falou, foi a sua interpretação do filme como “um filme de amor nada clichê”. De fato, eu pensei o mesmo. O cinema argentino, em si, foge muito do clichê e isso que é o mais bacana, né? Assisti ontem a um chamado “Viúvas”, também argentino e muito inusitado. Impecável e muito bom! Recomendo! Um beijo.

  2. Amanda disse:

    Assisti esse filme ontem porque vi esse post aqui no blog.
    Adorei! Faça mais posts de recomendação de filmes, Hariana. Acredito que não só eu, como a maiorias da leitoras adoraria recomendação de filmes por aqui.
    O filme é uma delicinha! Amei as metáforas que foram utilizadas no decorrer do filme. E é tudo isto que você disse no post. A solidão que assola as pessoas e etc. O final é super fofinho!

    Aproveito esse comentário que estou fazendo para dizer que eu admiro sua forma de escrever e de você ver a vida, Hariana.
    Aliás, não só a sua forma de ver a vida, mas a forma que sua mãe enxerga os detalhes da vida também. Me inspirei em vocês, e passei a pensar mais positivo e à enxergar mais detalhes que realmente me deixam mais feliz. Pode parecer bobo, mas vocês ajudaram bastante na minha evolução (para o bem!), rs.
    Espero de coração que vocês continuem com essa energia positiva gostosa que emana para as pessoas que vêem o seu blog e o seu Instagram e o da sua mãe. E tudo isto por meio de fotos! Imagino que quem conviva com você deve ser abençoado, rs!

    Enfim, é isso Hariana. Tudo de melhor pra você e pra sua família que parece (e faz a gente acreditar!) ser do bem. Que é o que muitas famílias precisam hoje. (E que graças a Deus e minha é assim, parecendo comercial de margarina hahahah, unida sempre! Coisa que valorizo e não troco por nada, rs. E acho que isso ficou parecendo um desabafo mas eu senti necessidade de colocar para fora, rs).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s