Divagações de um sábado à noite…

19:37, um chá esfriando na minha frente, no som mais um menininho de voz bonita toca seu violão, os nomes já se confundem, não são nada demais. Eu olho pela janela, 19:38, a maioria das janelas estão apagadas, é sábado, nas próximas horas muitas das que ainda estão acesas também se apagarão. 19:39. Dois celulares no meu campo de visão, nenhum toca. A casa tá vazia, um boneco de filme de terror me faz companhia, 19:40, a saudade também. Eu ainda não me acostumei, sozinha em meio à selva de pedra, não me arrependo, só queria me sentir parte disso tudo. Algumas centenas de quilômetros, um pedaço do meu coração, milhares de quilômetros, a maior parte dele. 19:42, um gole do chá, eu não posso ligar. Que direito tenho de ser a ligação no meio do trabalho ou no sossego da praia de alguém? 19:43 e eu tento descobrir onde e quando foi que eu desaprendi a ficar sozinha, os minutos se arrastam, eu só quero que ele volte logo, não quero a casa só pra mim. 19:44, acho que o CD acabou, a noite recém começou. Preciso lavar a louça, arrumar o armário, acalmar o coração. Acho que eu virei a rainha do drama, 19:45, que horas começa o jornal? Eu até choro, me sinto besta, mal agradecida, tenho a impressão de estar soando sem sentido pra mim mesma, quem dirá pra quem me lê. 19:47 tem um cheiro estranho vindo da cozinha, é o pão de queijo no forno, acho que queimou. 19:48…

 

7 comentários sobre “Divagações de um sábado à noite…

  1. Amanda Cianci disse:

    Eu adoro quando tu escreve assim sabia? É meio reconfortante e ao mesmo tempo sufocante por você estar se sentindo tão só, nesse mar de saudade! Juro, que se morasse aí perto, correria para não te deixar sozinha nessa saudade absurda. Saudade é bom, mas também machuca muito! Cuidado com o pão de queijo rs. Boa noite Hariana, e embrulha essa saudade aí

  2. Amanda disse:

    Texto lindo, lindo! Amei muito. Tão simples, mas tão cheio de sentimento por trás destas palavras. Achei minimalista também.
    Queria sua autorização para colocá-lo no Tumblr. Claro, com os devidos créditos. Amei tanto, que sinto necessidade de compartilhar.

  3. Luane Malaquias (@malaquiaslu) disse:

    Como você escreve bem Hariana, fico encantada!
    Parabéns mesmo!
    Muito lindo e cheio de sentimento seu texto.
    Me sinto assim também, não consigo ficar mais sozinha, é assustador!
    Mas calma que já já a saudade acaba..
    Eu pensei a mesma coisa da Amanda, colocar no tumblr com os devidos créditos, claro! rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s