Amor > Distância ❤

Muita gente já me pediu pra postar aqui como meu namoro começou, qual a história com meu namorado. Eu tô adorando essa coisa toda de blog, mas tem coisas que eu julgo bastante pessoais e prefiro guardar pra mim (mais ou menos o mesmo discurso se aplica pras minhas tatuagens, que é outro tema bem sugerido, mas fica pra outro post).

A razão pela qual eu acho que me pedem tanto esse tema, é porque todo mundo sabe que enfrentei um namoro à distância por longos 9 meses, toda uma gestação encarando a tortura da distância e do lado esquerdo da cama vazio. Então vou explorar um pouquinho esse tema e dar meu depoimento sobre a maldita distância: eu sobrevivi!

Não, não é um mar de rosas, não parece em nada com os filmes da Hilary Duff , não é fácil, dói e custa caro. Só se tiver muito amor, respeito, admiração e vontade é que pode dar certo, é preciso estar certo e ciente de todos os contras dessa “modalidade” de relacionamento.

Tem que estar preparado pra ficar o domingo chorando, pra passar o sábado à noite em casa no Skype, tem que estar preparado pra ir naquela festa da empresa sozinho, disposto a recusar convites, disposto a gastar seu dinheiro em passagens e contas de telefone. Tem que estar disposto à enfrentar as tempestades em copos d’água, toda discussão ganha força com a distância, pelo desespero, pela dúvida, pela falta do contato visual. Tem que aplicar um filtro no ouvido pra não se abalar com toda a humanidade dizendo que namoro à distância não funciona, que você vai ser traído, que é mais fácil namorar alguém que está perto. É por isso que falo que é preciso que você esteja MUITO certo pra não cair na ladainha dos que não sabem amar.

Vocês devem estar me achando uma chata-ranzinza que só reclama. Não é isso, quero só que os que nunca viveram isso não achem que tudo são flores e que só a parte romântica dos contos de fadas existe. Pela quantidade de dificuldades que existem, acho que dá pra imaginar que só encarei porque as vantagens conseguem ser ainda maiores, né? Pra mim foram porque antes do primeiro beijo, eu já amava e eu já era amada. Já era amor antes de ser, então toda a certeza que enchia o peito, foi combustível pra dar certo.

Com a distância, os encontros ficam mais intensos, você não quer perder tempo com discussões bestas, você quer andar de mãos dadas, tomar sorvete, tirar fotos, virar a noite conversando de pernas pro ar. Depois de experimentar o amargo a distância, os momentos de presença ficam infinitamente mais doces. Sabe quando dizem que você só dá valor às coisas depois que perde? Namorar à distância é aprender a dar esse mesmo valor sem ter que perder.

Minhas dicas são , baixe o skype, troquem para a mesma operadora de celular, aproveitem as promoções de passagens, deixem o egoísmo de lado, aprenda a pensar pelo outro e tenha a certeza de que o outro pensa por você e os dois sempre estarão em sintonia. Mande cartas, escreva mesmo, mande presentes pelo correio, mande telegramas (sim, eu mandava telegramas). Não ligue se seus amigos dizem que você não desgruda o celular na hora do almoço, não crie caso por besteiras, a situação já é delicada demais pra isso. Esteja preparado para abrir mão de algumas vontades suas, mas alegre-se com todo um mundo novo que te é apresentado, é o mundo do amor, da cumplicidade, e é doce.

Aprenda a andar com a saudade à tiracolo, tire proveito dela, não sinta vergonha de acordar às três horas da manhã sem ar de tanto lugar que a falta ocupa. Não reclame se tiver que passar a noite toda viajando pra depois ir direto ao trabalho se isso foi pra passar o fim de semana com quem está longe. Amar é se doar e amar à distância é se doar mais ainda. Respeite e tente entender se a outra pessoa precisar que você faça um relatório sobre sua ida ao supermercado que demorou um pouquinho mais, ela tem todo o direito de se sentir insegura vez ou outra por estar longe dos seus olhos.

Esteja preparado pra parecer ridículo, pra soar sonhador e ingênuo aos olhos dos outros. Aliás, o que você parece aos olhos dos outros, é problema só dos outros. Só quem ama sabe e entende os motivos. Se um dia você encontrar alguém que faz o coração saltitar, não deixe que ele diminua o passo ao descobrir que existem alguns quilômetros entre vocês. Eu encarei essa coisa da distância e, por ele, encararia uma dúzia de vezes de novo.

Uma dica? Trace uma meta, estipulem uma data pra distância acabar. Não precisa ser amanhã, não precisa ser no verão. Pode ser quando a faculdade acabar, quando você for promovido, quando seu pai deixar, quando você tiver dinheiro, mas sonhem e acreditem. Você conseguir visualizar, ainda que lá longe, o dia em que vocês vão estar perto, ajuda (e muito) a não desanimar, a não pensar em desistir, a encarar todos os contras por saber que os prós da presença são infinitamente maiores.

Eu sou a favor do amor e, depois da minha experiência, de encontrar um amor (de encontrar O amor) a 600km da minha casa, eu aconselho a todo mundo que encare e que pare de ver o bicho de sete cabeças que os mal amados enxergam na distância. Se você souber aproveitar as vantagens dela, você vai se juntar ao meu time e levantar a bandeira junto comigo. Em um mundo em que o amor está cada vez mais raro e em um mundo cheio de meios de transporte e de comunicação, deveria ser crime fugir de um amor por causa da sua localização geográfica.

ps: as imagens são todas do tumblr.

27 comentários sobre “Amor > Distância ❤

  1. Liana disse:

    não preciso nem dizer que concordo em gênero, número e grau, né?
    já estamos nessa, enfrentando os 3 mil longos km, desde março.. mas com uma infinidade de planos a serem colocados em prática pro nosso final (começo!) ser tão feliz quanto o seu (e dele).
    seu texto foi inspirador. e é bom saber que os problemas (principalmente os obstáculos piores do que a distância, que são colocados por gente que não acredita no amor) não são só nossos.. mesmo que tenhamos que contorná-los com nossas próprias mãos, pernas e pés, é bom saber que alguém já passou por isso e venceu. dá uma dose extra de esperança.
    obrigada!
    beijão.

    • Hariana disse:

      Linda!!! Quero que vocês nunca deixem de acreditar, sou a favor demais de vocês e desse amor bonito que eu vi crescer (e aparecer). Desanima não, às vezes é muuuuito difícil, mas o negócio é focar no lado bom que, se não fosse enorme, não teriam nem começado a coisa toda. Toda sorte e amor do mundo pra vocês, sou fã! Beijão

  2. Gabriela disse:

    Que texto lindo! Você falou tudo!!
    Meu namoro também é a distância, não como a de vocês era, mas distância suficiente pra não termos um ao outro em todos os fins de semana ou durante a semana, ô aperto no peito! E as despedidas então, pra mim é a pior parte… Em 1 ano e 8 meses de namoro, ainda choro em todas elas!
    Mas é exatamente isso, as partes boas superam todas as outras partes =)

    Acho lindo ver vocês juntos agora, sem distâncias…

    Ótimo post, beijos.

  3. Paola Marino disse:

    Depois de dois anos morando junto, tive que ficar 10 meses namorando virtualmente e sei muito bem como é. Valeu à pena esperar e cultivar esse amor mesmo que via Skype, Viber, Whatsapp e etc. Conheço gente que desistiu do amor por causa da distância preferindo a vida “moderninha”, e até hoje se arrepende. O importante é ter foco e não ouvir as opiniões alheias.
    beijo

  4. thais disse:

    Ai Hariana… Para!
    Quase chorei. E concordo tanto.. as partes boas compensam as difíceis e a gente sofreria tudo de novo se fosse preciso, só pelas partes felizes. Bom saber que não sou só eu que me sinto ou me senti assim.. e realmente é muito bom ver alguém que passou por isso e conseguiu. Fico feliz por ti e por saber que o mesmo pode acontecer mais cedo ou mais tarde comigo também. A esperança aumenta e o amor pela pessoa e pra trabalhar nisso, mais ainda!
    Ps. 3 pessoas diferentes (e que eu nem conheço) que me indicaram esse teu texto hahaha achei engraçado, fiquei contente em ler e me identificar, não me sentir sozinha nesses sentimentos aí! De fato, ótimo texto. Me emocionou de verdade. Saudade quase matou agora, mas é respirar fundo e esperar mais um pouquinho que jajá o Dedé estará aqui!
    Toda sorte e amor pra vocês! Beijão

    • Hariana disse:

      Outro casal que eu torço! Tenho várias pessoas em minha volta encarando a distância, eu acho lindo! Não tem prova de amor que simplesmente encarar todas as dificuldades e matar no peito. Que legal isso de terem te indicado haha é bom, é sempre um fôlego a mais ler sobre outras pessoas que passaram e ainda passam por essa situação. Que vocês sigam encarando essa distância da melhor forma possível até que o dia do encontro definitivo chegue. Todo amor do mundo pra você e pro Dedé, manda beijo pra ele quando der. E outro pra você!

  5. Michelle disse:

    Obrigada por me fazer acreditar nisso tudo outra vez! O que eu quero dizer é, seu texto me foi muito inspirador, num momento bem especial. Não falo nem do namoro à distância, porque sempre estudei fora e passei por esse tipo de situação, logo, sei bem do que dizes. Me foi especial, porque me fez ver o quão importante é estarmos unidos com nosso companheiro, em todos os momentos. Parceria é fundamental!
    Sempre tem um jeitinho de fazer dar certo…

    Parabéns pelo post!

  6. Ayla disse:

    Também quase chorei, sei muito bem como é isso, namoro a distância há 5 anos! SP/RJ
    É díficil, é complicado, dá saudade, tem hora que dá um desespero de querer a pessoa do teu lado mas eu aguento, final de semana, feriados e férias sempre compensam muito e valem MUITO a pena.
    No começo meus pais acharam um absurdo mas viram que a coisa era séria e que valeria a pena continuar. Minhas amigas dizem que não acreditavam no amor até me conhecerem, acho que essa é a maior prova de todas, né? Amar a distância, confiar e lutar por quem a gente ama.
    Pretendo me mudar assim que terminar a faculdade, não vejo a hora de poder matar a saudade dele sempre que eu quiser :~

  7. petruzs disse:

    Quando se trata de amor a distância, eu não preciso nem ler até o final do texto, pra saber que é amor, e que deu certo. Namoro a distância a mais de tres anos, e antes de começar, a gente já sabia que não seria fácil, mas se era amor, por que não? E fico imensamente feliz por saber que com você deu certo. E fico feliz por não ser a única que acredita fortemente que acontece. As vezes demoro, mas acontece. Felicidades mil! ❤

  8. Anna disse:

    Nossa, que texto lindo! Principalmente, porque me identifiquei muito, já estou nessa vida de namoro à distância há 10 meses, 600 km nos separam também. Você realmente, conseguiu descrever tudo o que eu sinto, porque por maior que seja a saudade e a vontade de estar junto, é só ver de novo a pessoa que a gente ama, que a gente sabe que tudo isso vale a pena. Porque no amor, tudo vale a pena!

  9. Amanda disse:

    Tenho que te elogiar pela forma que você escreve. É magnífico Hariana! Texto lindo, lindo!
    Após ler seu texto, mudei meu pensamento. Eu era dessas que não acreditava tanto em amor a distância… Acreditava que não daria certo. Sei que é difícil, mas pensava que mesmo assim, não daria certo. Mas aí, eu comecei a ver você e o César e mudei isso. Nunca vi um casal que combine tanto quanto vocês! Vocês emanam o amor mais sincero que eu já vi. Conseguiu mudar meu modo de encarar o amor a distância.
    Agradeço à isso. Afinal, é uma evolução para mim, e evoluções sempre são bem vindas.
    E desejo o melhor do mundo para você e para o César.

  10. Sarah Sales disse:

    Impressionante como você conseguiu escrever tudo o que eu estou passando, vim fazer intercâmbio e o meu namoro de 2 anos teve que continuar a distância, eu no Canadá e ele em Fortaleza, já se passaram dois meses e vi que com a distância também aumentou o valor que um dá ao outro, o amor agora é mais forte, a saudade que é de matar. Eu que estava acostumada a morar a menos de 1 quarteirão de distância, agora tenho que enfrentar os quase 7 mil kms, mas a gente tem skype, twitter, facebook, e passamos os dias nos falando. Acho que quando se é amor de verdade e tem que enfrentar algo tão ruim como a distância, o amor aumenta mais ainda.

  11. Luane Malaquias (@malaquiaslu) disse:

    Que texto lindo, eu estou sem palavras, não namoro a distância mas seu texto foi inspirador e acredito que fortaleceu muitos casais por ai, pois imagino o quanto deve ser difícil, mas quando tem amor tem tudo. Enfim, que Deus abençoe todos os casais que namoram a distância, porque a saudade deve doer muito, mas dá tudo certo com amor, fé e força.
    Seu blog é uma caixinha de surpresa, e me deixa alegre a cada post novo, parabéns Hariana.

  12. Laura Ruston disse:

    Talvez eu tenha sentido o texto porque já passei por algo a distância, mas que não teve um final feliz como a sua história. De qualquer forma, acredito em todas as vantagens e sei as desvantagens que há. Dói saber que pode perder e tem toda a insegurança de você não poder dar tudo o que a outra pessoa precisa. Dói, dá um nó na garganta, mas é amor e por ele tudo vale a pena!
    Parabéns pela história belíssima que você tem com o seu namorado e desejo um monte de coisas boas para vocês. Daqui uns anos, quem sabe, poderão contar a história para os filhos e mais tarde para os netos. Uma eternidade para vocês! Uma vida juntinho com muito amor, carinho e mais um pouco de amor. (amor nunca é demais, não é mesmo?)

  13. Clara disse:

    Li e concordo com cada palavrinha tua. Assim como você, vivi um relacionamento à distância, mas por longos, cansativos, incríveis e memoráveis vinte e cinco meses. Além de tudo isso, complicados. Minha pouca idade, pouca experiência e rotina lotada impediam de visitá-lo há 540km quando quisesse. O mesmo acontecia com ele. Mas o amor era (e continua sendo) tanto, que conseguimos conciliar as raras visitas com telefonemas, skype, msn, twitter, e-mail e qualquer coisa que tornasse essa distância física um pouco menor. Infelizmente, não estamos mais juntos… mas isso não significa que tenha chegado ao fim. Trouxe, disso, um aprendizado sem igual e a bonita ideia de que, por amor, a gente faz de tudo um pouco. A gente cria, constrói, inventa e incrementa. A gente vê além do mundo e busca, se preciso, rente às estrelas, algo para manter o amor vivo. E, assim, no meio de toda a distância, a gente acaba encontrando um espacinho para darmos as mãos.
    Que você, assim como eu e outros tantos, continue vendo – e vivendo – essa possibilidade nos sentimentos de verdade. Que sejam raros, que sejam poucos, mas que sejam. E estão sendo por aí…

  14. camillamk disse:

    “Depois de experimentar o amargo a distância, os momentos de presença ficam infinitamente mais doces.”
    Ler isso numa noite de sábado, sozinha, com dez mil quilometros entre nós. com um fuso horário dificultando ainda mais. Me fez chorar. Aquele choro de saudade. Cheio de saudade. Aquele choro de quem só ama sabe como é. Tão clichê, mas tão verdade. Um choro de quem já vive esse drama há 9 meses e sem previsão de fim – ou começo, como dito. Choro de esperança. Seu texto não me trouxe só choro não. Trouxe sorrisos também! Ele detalha tão bem todo esse sentimento dentro de mim! Obrigada por traduzir em palavras tudo que meu coração sente. Obrigada pelas dicas, por compartilhar. Tenho certeza que tuas palavras encheram muitos corações de esperança e amor. Sorte de quem tem um amor ao lado. Mas sorte a nossa de poder sempre viver com reencontros. Sorte a nossa amar.

    p.s.: E por pura coincidência, seu texto teve uma bela trilha sonora, “Skinny Love”.

  15. twin disse:

    “Depois de experimentar o amargo a distância, os momentos de presença ficam infinitamente mais doces.”
    Ler isso numa noite de sábado, sozinha, com dez mil quilometros entre nós. com um fuso horário dificultando ainda mais. Me fez chorar. Aquele choro de saudade. Cheio de saudade. Aquele choro de quem só ama sabe como é. Tão clichê, mas tão verdade. Um choro de quem já vive esse drama há 9 meses e sem previsão de fim – ou começo, como dito. Choro de esperança. Seu texto não me trouxe só choro não. Trouxe sorrisos também! Ele detalha tão bem todo esse sentimento dentro de mim! Obrigada por traduzir em palavras tudo que meu coração sente. Obrigada pelas dicas, por compartilhar. Tenho certeza que tuas palavras encheram muitos corações de esperança e amor. Sorte de quem tem um amor ao lado. Mas sorte a nossa de poder sempre viver com reencontros. Sorte a nossa amar.

    p.s.: E por pura coincidência, seu texto teve uma bela trilha sonora, “Skinny Love”.

  16. Obe disse:

    Por conta de um lance de um fake teu, uma história chata pacas, acabei “te conhecendo”. Não sou do tipo que acompanha pessoas na net, mas acho que justamente pela sua discrição, de certa forma eu te admiro. Gostei de saber que tá escrevendo. Gostei também do jeito ranzinza que escreve porque é um saco tanta pseudo-fofura em blogs.
    Namoros à distância são exatamente assim: gastos e qualquer motivo é motivo pra briga. Enfrentei um há muito tempo, por mais de 1 ano e escondido. Não me arrependo, amei e fui amada. O amor de vocês é bonito. Fiquei feliz(juro hahah), quando te vi amando a pessoa de agora. Senti uma verdade boa. Amor e paz pra ti.

  17. Izabele Santos disse:

    Lindo texto!
    Também encontrei meu amor a distancia, 3000 km, eu no Brasil e ele no Chile. Foram 6 meses de “namoro a distancia” até acontecer o primeiro encontro e o primeiro beijo; já nos amávamos antes disso….
    Foram 12 longos meses de relacionamento a distancia e somente dois encontros nesse meio tempo, a saudade quase mata, mas vale a pena. Como você, me mudei para perto do meu amor, também sinto muitas saudades “de casa”, mas não me arrependo. Estamos casados há um ano.
    Admiro muito o amor de vocês e me identifico muito com seus textos.
    Muitas felicidades para vocês!

    PS- outra coincidência: meu marido também é Cesar… =)

  18. Jaque disse:

    Cara muito lindo, vivo a mesma situação ele mora no RJ e eu no RS =/. e por alguns motivos tinha pensado até em desistir, mas depois de ler isso voltei a ter fé nisso. Bgd mt lindo *-*

  19. Hey Lyla! disse:

    Olá, Hariana!
    Achei esse teu texto lindo da primeira vez que o li meses atrás, mas agora ele se tornou uma espécie de guia.
    Em julho meu namorado vai se mudar para outra cidade a mais de 3.500km daqui e vamos ficar um ano longe, no começo eu tive tanto medo e o primeiro momento de paz que eu tive desde que recebi a notícia alguns dias atrás foi relendo esse seu texto. Agora que começamos o planos “para fazer dar certo” eu me peguei vindo aqui todos os dias e o relendo pra saber se não estou esquecendo de alguma coisa. rs
    Espero que esse ano passe voando e que a gente tenha um final feliz como você e o Cesinha tiveram.
    Todo o amor do mundo para vocês e obrigada.

  20. Rayanne disse:

    Uau! Tô boba, muito boba mesmo, você disse tudo !
    Namoro há 10 meses à distância e é difícil pra pacas, mas quando a gente vê aquele sorriso gigantesco te esperando na rodoviária, depois de horas de viagem, vale muito a pena! E é felicidade misturada com choro e aquele abraço apertado, o tão sonhado momento ♥
    Eu choro a cada chegada e partida :/
    Quem namora a distância sabe o valor de uma pessoa, digo que é amor verdadeiro sim! Pois é muita barra, mas o amor é tão grande que passa por cima de cada quilômetro e com Deus na frente .. Ah é perfeito *-*
    E eu espero pelo dia em que iriei ter meu amor todos os dias do meu lado !
    Te amo Paulinho ♥

    Lindo texto ! Força pra todos que namoram a distância !

  21. Thayla Cardoso disse:

    Olá. Então, conheci meu namorado em um grupo no Whatsapp “Les Twins” no grupo havia pessoas de todo canto do Brasil. E um dia alguém mandou um “bom dia” no grupo, respondi o bom dia, e a pessoa puxou assunto comigo. Até perguntou se podia me chamar no pv, mas eu nao respondi e mesmo assim ele me chamou no pv. Perguntei de onde ele era, e ele falou que era carioca, e falei que era gaúcha. Começamos uma amizade. Conversava com ele todos os dias, toda hora, algo viciante. Foram se passando dias e dias, e percebi que estava ficando com ciúmes dele. Estava gostando dele. Mas tinha muito medo, por causa da distância. Mas nao desisti. Nao falei para ele que estava afim dele. Fui deixando acontecer. Ele até gostava de uma garota ainda. Um dia a gente se declarou um para o outro. E ele me falou que sentia algo por mim mas que gostava de alguém. Falei que ira fazer ele esquecer a tal. E consegui. Tudo sem presa, com calma. E hoje faz 9 meses que estamos juntos. Gaúcha & Carioca.
    Gente recebo críticas toda hora, ficam falando que nao vai dar certo. Mas nao dou bola. Por que quando se tem amor tem tudo. E nao me importo com a opinião dos outros. Ciúmes sempre vai ter, brigas pode ter, mas se você ama, isso é so algo passageiro, ciúmes passa, brigas acabam.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s